fevereiro 06, 2019

Tagliata di manzo [Carne de gado assada e fatiada]

Receitas com carne nesse blog são raras, mas tem algumas coisas interessantes por aqui. Por exemplo, a receita de stufato di manzo, que é um ensopado aromático, ótimo para dias frios e vinho tinto. Ou ainda o ragù di anatra, o molho toscano de carne de pato que acompanha o tagliatelle fresco. Sem esquecer das crocchette, receita lá do tio Artusi e que prima pelo aproveitamento de sobras de carne. 

E se a carne configurava pouco nos tempos áureos do blog, imagina agora que estou comendo cada vez menos?! Mas tem uma coisa que não resisto e de tempos em tempos bate aquela vontade: o entrecôte, meu corte favorito de gado. 

Assim, aproveitei o desejo por entrecôte e pensei em fazer a tagliata, um prato muito a cara do verão e que você pode fazer como um prato único, pois tem carne e salada, podendo ainda ser servido com batatas rústicas. Delícia, né?! 

A tagliata pode ser feita também com filé ou contrafilé. Eu claro, optei pelo entrecôte. E também pode ser feita na brasa ou na frigideira. O importante é que a carne mantenha a suculência, portanto, o tempo de cozimento é curto: 5-6min de cada lado, dependendo da espessura da sua carne. Na brasa ela demora um pouco mais. O ponto da tagliata é mal passado, mas eu não curto muito não, então pedi para o José deixar um pouco mais.



Tagliata di manzo

Ingredientes

Corte de carne de gado - filé, contrafilé ou entrecôte
Sal
Azeite
Rúcula
Tomatinhos
Lascas de parmesão ou grana padano.
Vinagre balsâmico

Na frigideira: Passe um pouco de azeite em toda a carne. Coloque a frigideira para esquentar e, quando estiver bem quente, coloque a peça inteira de carne e deixa dourar por 6 minutos de cada lado, ou deixe no ponto que você prefere.

Na brasa: quando o carvão estiver em brasa, coloque uma grelha sobre elas e posicione a carne bem sobre o calor. Deixe dourar de um lado, depois o outro.

Enquanto isso monte um prato para servir com a rúcula e os tomates temperados com balsâmico.

Retire a carne do fogo, tempere com sal a gosto e coloque em uma tábua para descansar por 5 minutos. Assim, os sucos da carne vão se estabilizar e no momento do corte ela não vai perder a suculência.

Corte em fatias de 1cm e disponha sobre a salada de rúcula, cubra com tomatinhos e lascas de parmesão ou grana.

Assisti uma vez a Nigella fazendo uma versão onde ela colocava a carne para descansar em uma marinada de azeite, balsâmico e manjericão, se não me engano. Ela deixava alguns minutos de cada lado, depois fatiava e colocava no prato de rúcula. É uma outra possibilidade.




Se você gostou do post comente e compartilhe com seus amigos. Me siga nas redes sociais para acompanhar minhas peripécias na cozinha e na vida e se inscreva no blog para receber todas as atualizações.

Um comentário:

  1. Gente do céu! Chegou a dar água na boca aqui! Carla e Zé na cozinha <3 O blog tá cada dia mais lindo, mana!

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua visita e comentário no Cucina Artusiana.

Whatsapp Button works on Mobile Device only

Start typing and press Enter to search