julho 31, 2018

Gnocchi Fritti [Nhoques fritos] + Dicas de Séries

Tenho conseguido assistir poucos filmes e quase nada de documentários mas, como o meu interesse de pesquisa são os discursos da e sobre a gastronomia, quando o assunto é este, dou um jeito. Principalmente quando o cenário é a Itália. Sempre bom ter referências para pesquisas, mas também para a próxima viagem. Eu já tenho 3 roteiros prontos na minha cabeça...Só para a Itália. Será que algum dia perco o encanto?

Bom, enquanto o encanto não acaba tenho assistido o que posso, ou seja, o que está ali bem facinho na Netflix. Nenhum desses é novidade, e é provável que quem lê este blog já tenha assistido algum deles. De qualquer maneira gostaria de indicar três sobre gastronomia italiana e, assim que eu tiver tempo, quero trazer para vocês outros três que gostei muito: todos asiáticos, todos incrivelmente sensíveis e com narrativas deliciosas.

Chef's Table - Temporada 1 - Ep. 1 - Massimo Bottura: Choro sempre que assisto este episódio. Primeiro porque se passa em Modena, cidade na qual "morei" na minha primeira vez na Itália e que por isso tenho um carinho enorme, segundo porque começa com a notícia do terremoto que abalou a região em 2012 logo depois que voltei de lá.
Modena é a cidade do chef estrelado Massimo Bottura a quem o episódio é dedicado. Belíssima narrativa e fotografia, por isso não canso de assistir. Aliás, o material me ajudou a escrever um artigo sobre o processo criativo de Massimo e o atravessamento da arte no seu fazer culinário. Se conseguir publicar o texto, trago aqui para vocês.

Chef's Table - Temporada 4 - Ep. 2 - Corrado Assenza: Ai, meu coração! Sicília e sorvete, duas coisas que gosto muito mesmo neste episódio dedicado ao siciliano Corrado do Caffè Sicilia. Episódio belíssimo que conta a relação dos italianos com o território, os ingredientes e as suas origens. Lindo, lindo, lindo. Já quero colocar Noto num próximo roteiro.

Somebody Feed Phill - Temporada 2 - Ep.1 - Veneza: Relutei um tanto em assistir este programa. Achava o cara meio bobão... Mas daí me dei conta que seu eu tivesse o mesmo trabalho, de sair pelo mundo conhecendo lugares, comidas, chefs e histórias, eu também seria uma bobalhona. Assisti o capítulo sobre Veneza e tri simpatizei com o tal Phil: um olhar muito respeitoso sobre tudo e todos. Gostei. Quero ser deslumbrada como ele!

E foi deste episódio do Somebody, onde Phil alonga a viagem de Veneza até Modena para encontrar Massimo Bottura, que tirei a ideia de fazer como almoço de domingo o gnocco fritto - literalmente, nhoque frito, mas que para nós brasileiros poderia ser traduzido, bem "infamemente", que fique claro, como "pastel de vento".

O gnocco é uma iguaria típica das províncias de Modena e de Reggio Emilia e pode ser consumido com embutidos como presuntos, salames, mortadelas. Lá eu comia, assim como as tigelle, com o pesto montanaro, que é um pesto de alecrim, alho e lardo, uma trindade maravilhosa, com um aroma inesquecível.

A receita é bem fácil, mas confesso que a única coisa que me incomoda é o fato de ser frito. Não pela fritura, eu adoro comer friturinhas, acho um tipo de cocção muito digno, mas não gosto de fazer. Só que quando bate a vontade não adianta: abro todas as janelas, ligo o exaustor e depois fico reclamando do cheiro ao longo do dia.

Gnocchi Fritti [Nhoques fritos]

Ingredientes

250 gramas de farinha de trigo
01 colher (chá) de sal
01 pitadinha de açúcar
30 gramas de banha de porco
60 ml de água fria
60 ml de leite frio
04 gramas de fermento biológico seco
Óleo para fritar - ou se você quer algo mais roots, frite em banha.


Dissolva o fermento e o açúcar no leite e na água. Reserve. Uma tigela misture a farinha o sal, adicione a banha. Junte à farinha a mistura líquida e misture até formar uma massa homogênea e lisa. Faça uma bolinha, coloque na tigela, cubra com um pano e deixe descansar por uns 30-40 minutos.

Abra a massa não muito fina e corte em losangos grandes e frite em óleo quente.
A massa deve inflar e ficar dourada. Retire e escorra em papel absorvente. 
Sirva acompanhados de frios e uma boa taça de vinho, de preferência algum lambrusco rosso




E você tem alguma dica filmes, documentários ou séries sobre alimentação para me indicar? Quero saber. 




5 comentários:

  1. Carla, infamemente é ótimo, somos infames e felizes então. Tbm gosto de friturinhas e essa receita vou fazer com certeza, depois a gente coloca água para ferver com cravo e canela e o cheiro vai embora!rsrs
    Boa semana!

    ResponderExcluir
  2. Carlinha, adoro massa de pastel. Sou desses seres estranhos que prefere a massa ao recheio. Por isso, pasteis como o famoso da feira de São Paulo não me impressionam. Têm tanto recheio que não sinto o gosto da massa. Adorei essa receita e vou fazer. Fritura é algo também que não gosto de fazer em casa. Mas por outro motivo: o uso do óleo. Uma quantidade imensa de óleo que é difícil de descartar e fico guardando durante meses na geladeira sem saber o que fazer com ele. Sobre as séries, uma que amo da Netflix é Samurai Gourmet. Vale cada segundo, é preciosa. Beijo e obrigado pela postagem!

    ResponderExcluir
  3. Carlinha,
    Há pouco participei de um jantar com este tema e fiz uma lista d filmes. Fiz alguns acréscimos e te passo: 18 comidas, A cem passos de um sonho, A chefa; A comilança, A festa de Babette; A mi me gusta, American Cuisine; American Pie, As férias da minha vida; Big night, Canela; Casamento grego, Chef, Chocolate; Comer, beber, viver; Comer, rezar, amar; Como água para chocolate; Como um chef; Confia em mim; Cook up a storm; Delicatessen; Dieta mediterrânea; Dona flor e seus dois maridos; East side sushi; Espangles; Estômago ; Frango com ameixas; Fuera de carta; Garçonete; Herencia; India, amor e outras delicias; Julie e Julia; Lemon tree; Lunchbox; O cozinheiro, o ladrão, sua mulher e o amante; O filho da noiva; O sabor da magia; O sabor da paixão; O segredo do grão; O tempero da vida; Os cinco sentidos; Os sabores do palácio ; Pegando fogo; Pranzo di ferragosto; Ratatouille; Receitas de amor; Românticos anônimos; Sabor da vida; Sem reservas; Sideways; Simplesmente complicado; Simplesmente irresistível; Simplesmente Martha; Sob o sol da Toscana; Soul food (alemão); Soul food (americano); Tampopo; The ramen girl; Toast; Today’s special; Tomates verdes fritos; Tortilla soup; Um bom ano; Um sonho de amor; Uma doce disputa; Uma viagem para a Itália; Uma viagem para a Espanha; Vatel; Volver; What’s cooking?
    Sobre séries, adorei Midnight Dinner: Tokyo Stories; Samurai Gourmet; Theater of life. Espia se gostas de Feed the beast; Miss Panda and Mr. Hedgehog; Amor culinário; Please Like me (nao exatamente sobre comida, mas.. talvez valha); Clássico Imortal; Kantaro (tão ruim que é bom kkk). Amei o anime Shokugeki no soma; e uma serie baseada em um manga: Bambino!
    Talvez gostes de Juan likes rice and chicken (Documentary Now, s02e02). De realitys, gosto dos ingleses The Big Family Cooking Showdown e The great British Baking show. Se gostas de doces, espia Zumbo Just Desserts.
    Estou tentando lembrar o nome de uma serie com a historia de uma professora e escritora de livros de culinária, logo que lembrar te passo.
    Espero que seja util! beijinhos!

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua visita e comentário no Cucina Artusiana.