fevereiro 12, 2016

Toscana - Parte 1 - Lucca e Montecarlo

Toscana. Não precisa dizer muito. Não precisa de apresentações.

Vim passar um final de semana em Marginone (Província de Lucca) na casa dos pais de um amigo italiano. Queria conhecer um pouco mais da Toscana, porém não imagina o que estava preparado para mim: um casal muito do querido e cheio de carinho e dedicação às coisas da sua terra.

Mario me recebeu na estação com um sorrisão no rosto. Quando chegamos em casa Adriana me esperava na porta também muito feliz com a minha presença (ai, como não ser feliz e grata?!). A casa...bom, a casa. Feche os olhos e pense em uma casa na Toscana. O que você vê? Uma casa de cor ocre, ciprestes, oliveiras, cheiro de lenha da lareira acessa, pomar com frutas, um vinhedo... Assim?! Foi isso que encheu meus olhos e meu coração (mais?!) quando entramos na villa deles. Me senti num daqueles editoriais de revista de viagem com a seguinte matéria “Um sonho na Toscana”.  Eu só conseguia dizer “ma, che bella casa, cumplimmenti!”, mas dentro de mim era algo como “Puta que pariu! Puta que pariu! Puta que pariu, que lindo!”



Passando meu deslumbre (mentira, não passou ainda), fomos dar uma volta por Lucca. Caminhamos pelos quase 4km de muros e depois fomos almoçar no restaurante Buca di SantAntonio. Lugar de cozinha tradicional luquesa. O cheiro de lenha predominava e a decoração é toda de panelas e utensílios camponeses de cobre.


De chorar de tão lindo e rústico. Na mesa uma festival de coisas deliciosas da cozinha regional.


Eu pedi puntarelli, pois nunca tinha comido e morria de vontade.

Um patê de fígado de frango e pão tostado. Super toscano.

A tríade divina: pão, azeite e vinho.

Tondelli com molho bolonhesa.

Farinata – um espécie de polenta feita com legumes


Para fazer a digestão (sim, comemos e bebemos muito bem!) fomos tomar um café em Pisa. Eu não conhecia. Ficamos um pouco e voltamos para casa para fazer uma siesta fora de hora. Na verdade fomos nos recompor para a próxima parada: restaurante Forassiepe.

O Forrasiepe favorito dos Ciabattari, amigos que me receberam aqui. São já da casa e, para me apresentar a cozinha deles, pediram uma espécie de menu degustação. Só com coisas frescas, do dia. Morri de amor e de sabor.

Não colocarei legenda nas fotos porque não me lembro mais e também não estava muito preocupada em categorizar... Apenas curtir o momento.










Chegamos em casa com cara de quem fez arte e fomos dar uma volta na propriedade. Mario e Adriana produzem vinho e azeite. Sim, eles produzem em pequena escala para consumo próprio, para amigos... Ai, ai. Olhinhos marejados.



Tim-Tim Mario! Tim-tim Adriana!!!!!!!!

(De Toscana, amores meus, teremos mais dois posts! Sim, mais dois posts assim comilões!)


6 comentários:

  1. P...! Ma che bello! :)
    Coisas lindas, que diversidade.

    ResponderExcluir
  2. A toscana e' sempre linda! Amei as panelas de cobre e o estilo do restaurante,show!
    Os romanos dariam um puxao de orelha em quem fez as"puntarelle",afinal esta salada e' tipica daqui de Roma e esta dai esta cortada muito grossa e nao ficou enroladinha,coisa indispensavel para um bom romano comedor de puntarelle 😂😂
    Ontem passei 'a noite' fazendo essas benditas puntarelle,mas valeu a pena!
    Um beijao!

    ResponderExcluir
  3. Ameeeeiiiiii muito lindo, a toscana sempre agrega o nosso conhecimento na gastronomia, que nem um site que ta bombando aí vi um dia na TV um tal de dinnner de compartilhamento de jantares
    http://www.dinneer.com/

    ResponderExcluir
  4. Carla, faz tanto tempo que vc visitou meu blog que acho que nem lembra mais de mim.
    Andei meio ausente, mas retomei o blog.
    Adorei o seu!!!!

    caso vc não lembre mais de mim, vou deixar o link do meu blog aqui.
    https://ednaperfeitamenteimperfeita.blogspot.com.br/2011/06/sopa-de-pinhao.html

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua visita e comentário no Cucina Artusiana.