dezembro 02, 2010

Panettone Marietta – Artusi 604

Ah, o panetone! Dezembro é o mês dele e por aqui ele vai deixar a sua marca também.

Eu gosto bastante de panetone e é o segundo ano que eu mesmo faço os da família. Ano passado eu fiz a receita da Ana Elisa do La Cucinetta e neste ano, já que estou no espírito artusiano, acabo de fazer esta receita.


 A Marietta em questão é Marietta Sabatini a cozinheira que acompanhou Pellegrino Artusi em suas aventuras culinárias. É dela a frase “tra la penna e le pentole”, dizendo, em uma entrevista, que Artusi “estava sempre entre o escritório e a cozinha, entre a caneta e as panelas”. Eu adoro esta referência dela e não foi à toa que a escolhi para dar o tom deste blog. Fico imaginando ele indo e vindo, lendo, anotando, fazendo observações, quase desnorteado em uma casa repleta de aromas de uma cozinha muito ativa. Lindo!


A receita é, acredito, a mais básica possível se tratando de panetone. Segundo Artusi: "é um doce que merece ser recomendado, porque é bem melhor do que o panetone de Milão, que se encontra à venda e requer pouco trabalho."

Panettone Marietta - Artusi 604

“Marietta é uma cozinheira de talento e tão boa e honesta, que faz por merecer que eu intitule este doce com o seu nome, tendo aprendido a fazê-lo com ela”

Ingredientes

300 gramas de farinha de trigo peneirada
100 gramas de manteiga em temperatura ambiente
80 gramas de açúcar
80 gramas de uvas-passas
20 gramas de frutas cristalizadas
01 ovo inteiro
02 gemas
01 pitada de sal
10 gramas de cremor de tártaro
05 gramas de bicarbonato de sódio
Raspas da casca de 01 limão
200 ml de leite

Pré-aqueça o forno a 200º C

Bata os ovos e a manteiga até ficar um creme. Acrescente a farinha e, aos poucos, o leite. A massa não pode ser muito dura nem muito líquida. Misture bem. Acrescente o açúcar, o sal, a casca de limão, continue batendo por pelos menos 10 minutos. Acrescente as frutas cristalizadas e as uvas-passas, continue batendo. Adicione o cremor de tártaro e o bicarbonato de sódio. Bata até incorporar bem as frutinhas. Unte com manteiga forminhas específicas para panettone ou ainda uma forma redonda com paredes altas. Polvilhe com açúcar de confeiteiro e leve ao forno por aproximadamente 1h.

Agradecimentos ao Seu Paulo, pai da professora Claudia, que me mandou as forminhas de papel e como se não bastasse, ainda mandou os pacotinhos e os arames para fechar as embalagens. Seu Paulo, espero que não fique decepcionado com os meus panetones. Obrigada pelo mimo!

3 comentários:

  1. Hummmmm....eu comi este panetone numa sexta-feira bem cedinho no clássico "Bar do Antônio" da UFRGS na companhia desta cozinheira de mão cheia.....amiga inseparável....ótima escritora...regado de conversas de "Bebelis"...rsrsrsrs. Te amo minha querida, que este blog seja o primeiro desta tua carreira cheia de aromas!
    Da (sempre tua) amiga Karlinha

    ResponderExcluir
  2. Oi Carla!!

    Conheci teu blog agora e estou vendo todas as postagens. Vi este panetone e vi um comentário da tua amiga Karlinha sobre o panetone, como também sou de Porto Alegre e conheço o Bar do Antonio da UFRGS, gostaria de saber se o Panetone em questão era este da receita e foi tu que fizeste ou tinha lá no bar do Antonio ( o que acho menos possível? rsrsrs
    Abraços


    Nara

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Nara!

      Obrigada pela visita!

      Infelizmente não tem lá no Antônio, não! É que eu fiz eles em uma noite e levei para tomarmos café na faculdade pela manhã. Por isso o comentário da Karla. ;)

      Espero que estejas gostando do blog.

      Abração,
      Carla

      Excluir

Obrigada pela sua visita e comentário no Cucina Artusiana.