junho 29, 2017

Panna Cotta al Caffè [Panna Cotta de Café] e uma nova etapa

Nestes últimos dias está rolando um reencontro legal com o blog. Depois de mais de dois anos moribundo devido a minha tentativa de ser uma empresária, coisa que descobri não ser da minha natureza, retomo a escrita do blog de uma maneira muito prazerosa e interessada. Explico.

Quando terminei a graduação em tradução de italiano decidi dar uma pausa na vida acadêmica e optei me aventurar pela cozinha. Fiz curso de culinária profissional aqui e na Itália, trabalhei em eventos e restaurantes, dei aulas e abri meu próprio negócio. Este último na esperança de conseguir deixar ele andando sozinho e voltar à universidade e fazer o mestrado. Ledo engano. Do jeito que nosso negócio estava formatado, a única energia que sobrava em meu corpo no final do dia (ou início do outro já!) era apenas para tomar banho e escovar os dentes. Estudar no meu ritmo de trabalho era impossível. 

José e eu ponderamos muito e decidimos fechar nosso Armazém Artusi. Com dor no coração? Muita. Era um negócio muito bacana onde conhecemos pessoas sensacionais e fizemos, com certeza, um trabalho único. Não tenho dúvidas disso! Só que não era esta a relação que gostaria de ter estabelecido com a gastronomia. Sempre deixei muito claro, principalmente aqui no blog, que meu negócio é, além do fogão e as panelas, os livros e a escrita. Isso sim é da minha natureza. 

Sendo assim, fui pedir um colo para aquela que sempre foi muito honesta comigo. Uma professora da graduação que sempre me incentivou a chutar baldes e seguir adiante. Sagitariana ela? Com certeza. Lá em 2011, num piquenique, ela me aconselhou a não fazer o mestrado tão logo e seguir os caminhos da cozinha. Incentivou a ida à Itália e, durante o meu percurso culinário, sempre esteve ali. Ora num comentário no blog, ora comentando uma foto, ora fazendo uma visita ao Armazém. Quando a procurei para dizer que estava pensando em voltar, ela resistiu. Achou que era apenas cansaço e não me deu muita chance não. Insisti no assunto alguns dias depois e ela me acolheu. Talvez descrente achando que poderia ser um capricho, talvez esperançosa acreditando que não fincaria pé ali. Ela abriu a porta e me abanquei... Foi um ano de retorno aos estudos, retomando uma teoria, uma linguagem, revendo professores, colegas que hoje já estão no doutorado, conhecendo outros tão queridos e receptivos (que grupo legal! Amo já!), textos que já tinha lido 10 anos atrás. Um ano de chance para saber se é este mesmo o caminho que quero para os próximos anos. E é. 

(Solange M., gratidão eterna.)

Passei  na seleção de mestrado e apresentei um projeto LINDO (sou dessas babonas!) sobre Artusi. Ar-tu-si! Agora o meu encosto culinário vai receber uma dissertação e vai ser lindo demais. Estou tão empolgada, tão feliz que chego a estar meio tonta. 

O que meus leitores aqui do blog tem a ver com isso? É que agora estarei super focada na escrita e isso vai respingar aqui no blog. Acho que vai ser um bom período onde muitas das minhas fontes de pesquisa podem aparecer em forma de receitas por aqui. Vou estar muito em função da história da alimentação italiana e isso certamente trarei para cá. Óbvio que não coisas da pesquisa em si, do meu recorte, mas do universo ao redor. A dissertação aguardem dois anos que ela vem.

Então, caros leitores, fiquem por aqui, pois parece que vai ser bom. Peço uma favor apenas: curtam a página do blog no Facebook pois é lá que colocarei as novidades. Clique aqui e curta, por favor. 


Bom, agora que já falei bastante, só me resta esta panna cotta de café. Beijos e até mais.


Panna Cotta al caffè - Panna Cotta de café

Ingredientes - Para 6 pessoas

500 ml de creme de leite fresco
100 gramas de açúcar
150 ml de café passado bem forte
10 gramas de gelatina incolor e sem sabor em pó
Baunilha - sementes ou essência - opcional - Não usei




Hidrate a gelatina em 50ml de água fria. 

Em uma panela coloque o creme de leite e o açúcar e leve ao fogo médio. Mexa para que o açúcar dissolva. Quando começar a criar bolhinhas nas bordas, adicione o café, baixe o fogo e deixe cozinhar por 5 minutos, mexendo sempre. 

Coloque a gelatina no micro-ondas por 15 segundos para ficar líquida. Adicione ao creme da panela e mexa bem para incorporar. Desligue o fogo. 

Peneire o líquido para que não fique gruminhos de gelatina e distribua em potinhos individuais. Leve à geladeira por, pelo menos, 3h.

Para decorar você pode ralar chocolate, polvilhar cacau, ou até mesmo uma redução de licor de café.




Derreti chocolate amargo com raspas de laranja e ficou delícia  mas não é uma sobremesa super doce, então se você gosta de algo mais puxado para o açúcar, abuse de um complemento mais docinho.



Um comentário:

  1. Carla, quando conheci teu blog me identifiquei com sua cozinha, gostei de cara das delícia que postava aqui. Hoje ele está diferente, mas continua me interessando muito, espero que respingue muiitas coisas do mestrado por aqui, estarei sempre de olho e lá no facebook tbm!
    Amo panna cotta e amo café, então já viu neh!
    Bjo

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua visita e comentário no Cucina Artusiana.