fevereiro 28, 2013

Pesche ripiene - Artusi 697 [Pêssegos recheados]

Aqui no sul tem feito uma semana super agradável. Os dias estão frescos e azuis. Isso significa, para uma abominadora de calor veranil, ânimo. Sim, ânimo para a vida, para a cozinha... Eu já disse, sou uma pessoa melhor sem o calor. Verdade.

E como refrescou e como adoro frutas assadas, a receita de hoje vem lá do Tio Artusi: pêssegos recheados. 
Receita simples, sem muitas frescuras e que eu acho um charme como sobremesa. Podem ser servidos com chantilly (acho tão estranho usar este y) ou ainda sorvete de creme.
Super outonal, não?!




Pesche ripiene - Pêssegos recheados - Artusi 697

Ingredientes

06 pêssegos grandes (não muito maduros)
04 savoiardi (biscoitos champanhe)
80 gramas de açúcar - usei demerara
50 gramas de amêndoas sem pele
10 gramas de laranja cristalizada
100ml de vinho branco

Triture as amêndoas (fiz com a faca e não com processador) e coloque em uma tigela. Acrescente, bem picadinha, a casca de laranja cristalizada, metade do açúcar e os biscoitos champanhe também triturados. Reserve.

Lave os pêssegos e os divida em dois. Retire o caroço e, com uma faca, retire um pouco da polpa (retire a parte que fica em contato com a semente). Pique esse polpa e coloque no composto anterior.

Misture bem e recheie cada uma das partes dos pêssegos com essa "farofa". Coloque em uma forma e polvilhe um pouco de açúcar sobre cada um deles. Misture o restante do açúcar com o vinho e derame na forma. Cubra com papel alumínio.

Leve ao forno pré-aquecido a 180ºC - Se tiveres gratinador no forno, melhor ainda. Artusi diz "asse sobre dois fogos", ou seja, calor embaixo e em cima.

Asse cobertos por 20 minutos, retire o papel alumínio e deixe por mais 20 min.
Sirva morno ou frio. Eu comi dos dois modos. Óbvio.


Dica: caso não tenha biscoito champanhe em casa, não desanime. Eu usei uma boa fatia panetone que estava congelado. Se não tem panetone ou nenhum pão doce, use prão branco mesmo. Torre algumas fatias (sem a casca) e triture. Pronto! 



Tons quentes para dias frescos.

Você já curtiu a página do Cucina Artusiana no Facebook? Ainda não?! Pois então, curta e fique sabendo das novidades do blog, assim como fotos, catálogo de receitas e dicas. Aliás, lá tem uma novidade bem legal. Clique aqui.



6 comentários:

  1. Gosto de receitas assim, fáceis, rápidas e deliciosas!

    A cor tá de babar!!!

    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Tão simples e tão divino...

    ResponderExcluir
  3. Adorei ,só tenho pena que por aqui ainda não há pêssegos pois gostava muito de expermentar.
    bjs

    ResponderExcluir
  4. Super...super outonal! Linda sobremesa! Sabe amore...eu também "ando" melhor no friozinho! Mais disposição...tudo de bom! E tem feito dias especiais, mesmo! Sempre que eu vejo algo com pêssegos nos livros estrangeiros, eu babo! Dia desses comprei as frutas para fazê-las assadas...lindas, grandes e...farelentas! Quis me rasgar! Agora, vendo a tua sobremesa...babei de novo! beijos e queijos, amiga!

    ResponderExcluir
  5. Carla, achei lindo e super charmoso para servir aos amigos!Coincidência ou não, tenho andado com frenesi por pêssegos polvilhados com açúcar e canela, assados no forno!Sua receita me deu uma nova e deliciosa opção!
    Vou aproveitar sua sugestão para congelar panetone, estou com um enorme aqui e não sabia o que fazer com ele, apenas me ocorreu usá-lo em um pudding.
    Bj,

    ResponderExcluir
  6. Parece uma daquelas receitas da Marlena de Blasi, em 1000 dias na Toscana:simples e maravilhosas

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua visita e comentário no Cucina Artusiana.