janeiro 08, 2013

Gnocchi alla Romana [Nhoque à Romana]

Intolerantes à lactose, me desculpem, mas fiquem longe dessa receita. Ela contém leite, manteiga e queijo. Uma bomba para quem não digere essa proteína. Mas se você não sofre deste (terrível) mal, chega mais que a receita é das boa.



O nhoque à romana é um "primo piatto" feito com semolina (sêmola de trigo) cozida no leite. É uma delícia daquelas que não dá vontade de parar de comer. Enquanto colocava no prato para que esfriasse, retirei uma "pequena" quantidade para comer assim mesmo, quente e cremosa. Confesso que a receita para mim já estaria pronta nesta etapa. Nem precisaria esperar esfriar, cortar, colocar no forno novamente. 

Ok, desconsidere minha gordice e faça a receita completa. Você vai gostar. Prometo!



Gnocchi alla Romana
(Do livro Larousse da Cozinha Italiana)

Ingredientes

250 gramas de semolina (sêmola de trigo)
02 gemas
80 gramas de queijo parmesão ralado
140 gramas de manteiga
1 litro de leite
Sal a gosto

Em uma panela grande coloque o leite para esquentar. Quando começar a ferver acrescente a semolina, misturando com um fuê (tipo polenta, sabe?!). Coloque sal e 20 gramas da manteiga, continue mexendo (+ - 20 min.). 

Retire do fogo, acrescente mais 50 gramas de manteiga e metade do parmesão. Misture bem. A massa deverá resultar cremosa (linda!). Deixe amornar um pouco e acrescente as gemas. Misture para incorporar. 

Unte com manteiga um prato refratário e distribua a massa de semolina para que fique com mais ou menos 1cm de espessura. Para isso molhe uma espátula, assim ficará mais fácil de espalhar. Deixe esfriar.

Com a borda de um copo ou um cortador, corte discos de semolina, sobrepondo parcialmente uns aos outros, e coloque em um prato refratário também untado com manteiga. Cubra com o restante do queijo parmesão e da manteiga derretida.

Leve ao forno para dourar por 15 minutos a 200ºC.




Utilidade Pública: para os que tiveram que passar essa receita super indico o blog da Monalisa Cavalheiro "O Diário de Receitas sem Lactose".


11 comentários:

  1. Parece delicioso ! Parabéns ! Vou arriscar no findi !

    ResponderExcluir
  2. Nham! Adoro esse gnocchi também Carlinha. Lembro que fiz em uma ocasião, mas servi em forma de canapé e cobri com ragu de linguiça e gratinei com queijo...ficou bem bom também!

    Nunca comi antes de finalizar, vou seguir sua dica e provar desse forma. By the way, meus sogros vêm jantar aqui em casa no fim de semana e eu vou fazer esse gnocchi...ainda mais que meu sogro é meio enjoadinho para comer, não gosta de muita coisa...mas se falar que o prato é italiano já é meio caminho andado.

    Beijos para você!

    ResponderExcluir
  3. Nunca fiz mas acho que ia gostar.
    Esta mesmo com um aspecto delicioso.
    bjs

    ResponderExcluir
  4. Para tudo!!!! Isto é um atentado contra minha dieta, estou literalmente babando e salivando e babando.
    bjo

    ResponderExcluir
  5. Olá Carlinha! O teu nhoque é igual a minha receita,só muda um pouquinho a quantidade de alguns ingredientes,mas nada que vá alterar o resultado final. Vixe faz tanto tempo que eu não faço esse nhoque, vendo a sua receita deu vontade de comer. Vou fazer nas proporções da sua receita.

    Bjs

    ResponderExcluir
  6. Carla, estou perdida no universo dos blogs de receitas italianas e ainda não consegui encontrar o que procuro. É um pastelzinho doce, frito, típico da região da Calábria, recheado com frutas secas. A massa, diz minha avó, é muito semelhante à do turdilli. Vi receitas com grão de bico, mas certamente não era assim que a prima do meu avô fazia, pois o recheio ficava esfarelando e não uma coisa cremosa/pastosa... Se ajudar, parece que levava uva passa (ou ameixa)e coisas crocantes como amêndoas/nozes. Se puder me ajudar, agradeço muito! Um beijão e parabéns pelo blog. É maravilhoso!

    ResponderExcluir
  7. Carla, quero te desejar um 2013 maravilhoso!
    Já comi esse nhoque em um restaurante enganada. Pedi "crente" que viria um pratão da mama daqueles e me vem um prato com essas rodelinhas. Fiquei fula quando vi, mas depois que comi...que delícia! Jamais esqueci e não sabia que era nhoque à romana, feito de semolina. Que bom que você fez! Receita guardadíssima! Necessito. Beijão!
    PS: ainda bem que tem a Monalisa para salvar esse povo, né mole não...

    ResponderExcluir
  8. Carlinha, feliz 2013! Olha, eu só acredito que é bom esse nhoque sem batata por sua causa. Porque é você dizendo. Senão... 8 pés atrás com essa maluquice :) Ainda bem que é semolina, né? Hehehehe. Achei linda a apresentação e muito fácil de fazer. Parabéns e que você não demore tanto assim entre uma postagem e outra, porque eu sinto falta. Beijo!

    ResponderExcluir
  9. Carla, eu fiz este nhoque (receita parecida) não tem muito tempo. Nunca tinha comido e adorei! Achei super diferente e levíssimo! Fica uma delicia como prato único ou como acompanhamento de uma carne né?
    O seu ficou lindão =)
    Bjokas
    Tania

    ResponderExcluir
  10. Carlinha,
    Desculpe o sumiço, mas você deve saber que estou de mudança...
    Tantos posts sem ler... e me deparo com pandoro e esse nhoque maravilhoso. Não tenha dúvida que farei!
    Grande beijo e um ótimo final de semana!

    ResponderExcluir
  11. Ai Carlinha, que delícia! Posso comer puro? Posso comer com mignon? Posso comer com molho pedaçudo de tomate? Posso comer AGORA? hehehe
    Adorei querida, beijo grande!

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua visita e comentário no Cucina Artusiana.