agosto 07, 2012

Pan Pescatore - Tentativa I



Quando coloquei essa foto no Facebook o povo ficou em polvorosa. Ela foi tirada em Florença e retrata um dos inúmeros itens das inúmeras vitrines das confeitarias da cidade, o pan pescatore - Pão Pescador. 

Alguns leitores e amigos me pediram a receita e desde então tem sido uma busca intensa em mar aberto. Na bibliografia que trouxe achei um outro tipo de pão, da região da Campânia, com nome semelhante: pão do pescador-, mas nada tem a ver com este que é encontrado na Toscana. Fui para blogues italianos e achei muitas variações e poucas certezas. Nem mesmo uma das panificadoras italianas que gosto muito tinha a receita, também ela estava atrás da receita e fazia perguntas como "fermento químico ou biológico?!". Fui a foruns, li, perguntei e nada... ou tudo, pois cada um tem uma receita que é da tia, que é da vó, que é da nonna, que é da família e que é a "original".

Decidi pegar meu barquinho e rumar para as águas da minha cozinha mesmo e tentar a minha própria receita, baseada em tudo que li. O resultado?! Ainda não fiquei muito satisfeita, porque a textura para mim, ainda não é essa, mas confesso que ficou tão bom, mas tão bom, que trouxe para vocês, sendo o pescador verdadeiro ou não. 

Pan Pescatore - I 

Tem este nome possivelmente por ser o pão que os pescadores levavam em seus barcos em dias e mais dias longe de casa, pois é rico em frutas secas, com isso, muito nutritivo.



Ingredientes

400 gramas de farinha de trigo
10 gramas de fermento biológico seco
200 ml de leite morno
160 gramas de açúcar
100 gramas de manteiga amolecida.
80 gramas de uvas passas - usei branca e preta
80 gramas de amêndoas sem pele
150 gramas de frutas cristalizadas
Água morna - se necessário

Coloque as passas em 1 xícara de água morna. Reserve. 

Em uma tigela coloque a metade da farinha e o fermento. Acrescente o leite morno e sove até se formar uma massa homogênea. Coloque novamente na tigela, cubra com um plástico e deixe descansar por 1h.

Escorras as passas. Reserve.

Passado o tempo de fermentação, retire a massa da tigela e coloque em uma superfície polvilhada com farinha. Abra um pouco a massa e incorpore a manteiga. Essa é a parte chata, onde parece que nada vai dar certo, mas como eu sempre digo, vai com fé que dá. Vá incorporando a manteiga e agregando o restante da farinha. A massa deve resultar lisa e bastante untuosa, caso fique muito seca, molhe as mãos em água morna e sove bem. O mesmo vale para o contrário: caso a massa fique muito mole, acrescente um pouco (POUCO) mais de farinha. Sove por 10 minutos.

Abra a massa e coloque todas as frutas secas e cristalizadas. Sove apenas o suficiente para que as frutas fiquem bem distribuídas. Divida a massa em pequenas porções - 70 gramas e coloque em uma forma untada, cuidando para deixar um tanto afastadas umas das outras. Cubra com plástico e deixe descansar, em lugar quente, por 2h. 

Pré-aqueça o forno a 180ºC.

Asse os pãezinhos por aproximadamente 40 minutos. Retire do forno e deixe esfriar sobre uma grade.



Você já curtiu a fanpage do Cucina Artusiana? Curta aqui.

9 comentários:

  1. Carla minha amiga, eu sou uma das pessoas que ficou enloquecida com a foto, e ter essa receita aqui é fazer a minha linda e querida sogra feliz. Ela é filha de italianos e só aos 65 anos de idade teve coragem de ir a Itália conhecer onde os pais nasceram e lá se apaixounou por esse pão e sempre me pediu para achar a receita, e agora vc nos dá de presente. Vou fazer fornadas e te mando a foto. Muito obrigada, vc vai fazer uma família inteira feliz com essa receita!
    Beijos

    Walkiria

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Walkiria,

      Você me comentou com tanto carinho sobre o desejo da sua sogra que não tive como não ir atrás. Já estava angustiada, pois demorou, né?! Demorou mais veio... Meio "assim assim", mas veio.

      Espero que gostem. Se tiver alguma dúvida me escreva.

      Beijos a todos.

      Excluir
  2. Não sei do sabor, Carla...(que com certeza feito por ti, com estas mãos MARA que tu tens para pães, deve ter ficado mesmo Delicious!!!), mas a aparência está praticamente igualzinha! Coisa trabalhosa essa de procurar...procurar...e não encontrar, não é? Mas fica fria que o teu não deve perder em nada para aquele! Um beijo, queridona!

    ResponderExcluir
  3. Carla se é o verdadeiro eu não sei mas eu fiquei com água na boca, este pão deve ter ficado bom demais.
    bjo

    ResponderExcluir
  4. Aninha e Fê,

    É bem isso, pescador ou não, este pãozinho ficou muito bom! É um mix de brioche e panetone. Bem bom!

    Beijos gurias!

    ResponderExcluir
  5. Muito lindo, hem?
    ivaneidepassos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Carla, original ou não o importante é que deu água na boca! Gostaria muito de um agora. Sempre que vejo receitas com frutas secas já levo para minha mãe, ela adora. Vou pedir para ela fazer, porque eu não sou boa com pães! bjs

    ResponderExcluir
  7. Realmente ficou lindo, Carla, e certamente delicioso!
    Mas já que a proposta era ficar igual ao da foto, vou dar o meu pitaco aqui.... que tal adicionar ovos a massa, você tentou?

    ResponderExcluir
  8. Carla,
    O difícil vai ser esperar esfriar na grade, viu? Acho que tiro logo um naco ainda quente.
    Beijos!

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua visita e comentário no Cucina Artusiana.