agosto 24, 2012

La Pastella: como fritar legumes e verduras

Os italianos adoram uma friturinha e não se acanham em banhar pedaços de verduras, de legumes e até mesmo de frutas na pastella e jogá-las na frigideira em óleo bem quente. Berinjelas, pimentões, folhas de sálvia e talvez a mais famosa delas, as fiori di zucca, flores de abóbora. Tudo pode (e deve) ser frito para um italiano. Adoro este desprendimento.

Atualmente a minha irmã mais nova tem "filado" o almoço aqui em casa e tento fazer a guria comer mais verduras. Ela, em função de não sentir cheiro - anosmia-, tem o paladar super comprometido. Não come quase nada verde, vermelho, laranja, roxo, amarelo. Para ela a frase "quem tem amiDo, tem tudo", super vale. E além da deficiência, tem a adolescência e a falta de vontade mesmo. Então, estou inventando maneiras dela comer outras coisas de uma forma menos traumática e pensei que fantasiando de fritura a abobrinha ela poderia se empolgar. Não funcionou, não. Eu sou um fracasso como educadora alimentar. Ce la vie! Eu e minha mãe adoramos. Até me arrependi de ter cortado poucos legumes, mas como sobrou bastante massa, acho que vou fazer repeteco para o aperitivo da noite. Ah, é sexta-feira!!!



Pastella para legumes e verduras

Ingredientes

150 gramas de farinha peneirada
02 ovos - gemas e claras separadas
200 ml de água ou leite
02 colher (sopa) de azeite de oliva ou de manteiga derretida
01 Pitada de sal
Óleo para fritar


Usei pimentão vermelho e amarelo, cenoura e abobrinha italiana (somente a casca) cortados à juliene - bastõenzinho de 2mm x 6cm, ou mais ou menos isso.

Bata as claras em neve. Reserve.

Coloque a água em uma tigela, acrescente as gemas e mexa para misturar. Acrescente a farinha aos poucos, mexendo sempre para não ficar pelotinhas de farinha. Adicione o azeite (ou a manteiga), misture. Se você perceber que tem bolinhas na massa, peneire. Acrescente as claras batidas em neve, misture bem. Cubra com plástico filme e leve à geladeira por 1h. 




Coloque o óleo a esquentar. Retire a pastella da geladeira, passe os legumes pela massa, retire o excesso e frite. O processo é rápido e a cor não deve ficar muito escura. Retire da frigideira, escorra sobre papel absorvente e sirva imediatamente. Se desejar, salpique um pouco de sal.



Que tal?! Gostaram?


14 comentários:

  1. Oi Carla,
    Tenho passado pouco por aqui.Falta de tempo mesmo.Mas, quando venho sempre tenho o prazer de encontrar bom papo e ótima comida.
    Bom estar aqui.
    Bj,
    Lylia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lylia,

      Sempre bom receber você aqui. Seja sempre, sempre bem vinda!

      Super beijo.

      Excluir
  2. Adoro tuas receitas genuinamente italianas! São de abrir o apetite! Abs!

    ResponderExcluir
  3. Oi. Minha avó era napolitana e fritava tudo o que via.Péssimo para as artérias, maravilhoso para o paladar dos filhos e netos.Em compensação, a outra avó (veneta)torcia o nariz para essa cozinha,que ela classificava como "suja".Existe mesmo essa diferença regional,ou era só implicância de uma com a outra?Sempre tive curiosidade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lili,

      Sim, a picuinha rola solta na Itália. E nem é apenas norte x sul. Basta mudar de uma cidade para outra, de uma região para outra que as implicâncias acontecem. Ouvi muitas lá. Muitas. Mas a mais enfática foi a de um napolitano que fez ânsia de vômito quando falei da polenta, que é um prato típíco do Vêneto. Ele nem deixou eu terminar minha frase...hahahaha, mas também, os napolitanos são um acontecimento! hahahahha.

      Obrigada pelos comentários que tem deixado aqui. Adoro.

      Baci,
      Carla Maicá

      Excluir
  4. Prático, fácil e lindo, hein? Vida longa ao CA!

    ResponderExcluir
  5. Nossa Carla ...que delícia!!!! Estou até salivando 😃

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caju e Cris,

      Vocês dois são uns queridos! Muito bom ter vocês de leitores.

      Beijos e meu muito obrigada.
      Carla

      Excluir
  6. E eu que não tinha visto esse post, ainda bem que desci o cursor para dar uma espiada...tenho um fraco por friturinhas, será a descendência italiana então?!!Essa terei que fazer!!
    Bj,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cris,

      Essa é fácil, fácil e daquelas ótimas para acompanhar uma cervejinha. Voc~e não vai dar conta de fritar. Mesmo! hahaha

      Beijinho,
      Carla

      Excluir
  7. Prezda Carla: parabéns pelo blog.Bem feito,bem escrito,bom de ler,vicia.Tb tenho muitos livros,minha primeira compra ,ainda pequeno, foi o dicionario de português do Antenor Nascentes,o qual tenho há +- 50 anos.Muitos, muitos livros sobre tudo e muitos,muitos livros de culinária,revistas e correlatos.Fiquei muto satisfeito com seus escritos.São fantásticos.Já fiz o bolo, versão diet(sou diabético)que foi degustado prontamente em um encontro de família.Parabéns.Ricardo Parodi,Teresópolis.
    rparodigastronomia@gmail.com

    ResponderExcluir
  8. Sou apaixonada por frituras masssss, não posso abusar vou salvar a receita pra tentar fazer no forno, já fez assim alguma vez?
    Parabéns pelo blog amo cozinhar, mas não tenho mais muito tempo e estou mas estou propensa a comidas rapidas insosas kkkk. Me chamo Sirleide Ramos, baiana e hoje moro em Conceição do Coité, edielris56@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
  9. Boa tarde,

    Voce sabe me dizer se essa receita da pra fazer na fritadeira air fryer?

    Obrigada

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua visita e comentário no Cucina Artusiana.