julho 30, 2012

Pane Casereccio [Pão Caseiro]

Este post poderia entrar na série "O que acontece quando se tem um blog de gastronomia", mas achei melhor tocar didadicamente no assunto e partir logo para a receita.

Há algum tempo um amigo observou que não entrava no blog com frequência para ler as atualizações e que acabava ficando semanas sem ler os posts. Então disponibilizei o cadastro por e-mails, assim o assinante recebe, toda vez que publico um post novo, um mail com o texto. Isso é, eu possibilitei a assinatura de Feeds do Cucina Artusiana. Acontece que ontem, mexendo em algumas coisas dos "bastidores" do blog, fiquei bem surpresa com a quantidade de e-mails não validados. Isso acontece porque quando você cadastra seu e-mail na janelinha "Cadastre-se" ali do lado, você recebe um mail de validação. Só depois de clicar no link recebido é que o processo é concluído. Capite?! É bem simples, mas tem que ter esse cuidado.

As outras possibilidades para estar por dentro das atualizações é seguir o Cucina no Twitter e/ou curtir a FanPage. Além disso, temos o Instagram e o G+


Ok, recado dado! Agora pão, que é o que nos interessa.

Esse pão branco, bem fácil de fazer, se tornou o meu favorito aqui em casa. Como é neutro, posso abusar dele com o passar dos dias: com manteiga quando sai do forno, com geleia no café do dia seguinte, como bruschette na jantinha sem compromisso, como lanche sem-vergonha de pão tostado com azeite (gente, estou viciada nisso!), como croutons para a salada. Se bater a loucura de algo mais elaborado, ele ainda pode virar Canederli, Pappa al Pomodoro ou Panzanella. Ou se preferir, com ovo frito... Sabe aquele com gema molinha? Então... 

Eu costumo fazer ele no domingo ou na segunda-feira pela manhã, assim tenho pão para a semana toda. Essa receita rende um pão grande e dá tranquilo para duas pessoas em "pseudo dieta".




Pane Casereccio - Pão Caseiro
Do livro Il libro del pane.

Ingredientes

500 gramas de farinha de trigo 
7,5 gramas de fermento biológico fresco (1/2 quadradinho)
01 colher (chá) de açúcar
01 colher (chá) de sal
200 ml de água morna (mais ou menos essa quantidade)
Azeite de oliva

Dissolva o fermento e o açúcar em 50ml da água morna. Deixe repousar por 15 minutos em lugar morno. 
undefined
Coloque a farinha em uma tigela grande, ou até mesmo na superfície de trabalho, faça um buraco no meio e coloque o fermento diluído, acrescente o sal, e comece a misturar, colocando pouco a pouco o restante da água (você deve reaquecê-la um pouquinho). Sove por uns 10 minutos. Essa massa não é muito mole, não. Porém, não deve ser tão dura a ponto de você não conseguir sovar direito. Se isso acontecer, acrescente mais um pouco de água e sove bem. Faça uma bola de massa, unte com azeite de oliva e coloque em uma tigela. Cubra com filme PVC e deixe fermentar por 1h.

Depois de 1h, retire a massa da tigela, polvilhe a superfície de trabalho com um "véu de farinha" e sove a massa para retirar todas as bolhas de ar. Dê a forma desejada, coloque em uma forma untada e deixe descansar, novamente, por 1h. 

Pré aqueça o forno a 200ºC.

Coloque o pão no forno e deixe assar por 10 minutos com a temperatura de 200ºC. Baixe a temperatura do forno para 180ºC e continue o cozimento por mais 30 minutos e pronto!






9 comentários:

  1. Oi Carla! Gosto muito de fazer pão e já fiz alguns bem parecidos com esse. Só estranhei que não vai óleo na massa... Na próxima vez vou testar assim.
    Gostei da pseudo-dieta... e do pão, é claro!
    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, queridos!!!!

      Esse tipo de pão é o básico mesmo!

      Sobre o óleo, na verdade vai. Se pensarmos que untamos ele e a tigela antes do repouso de 1h, e que depois ele é sovado novamente, esse mínimo de azeite é absorvido.
      Eu pensei nisso depois da observação de vocês....rssss.

      Quando nos encontraremos em PoA novamente?

      Beijos!!!

      Excluir
  2. Seu pão ficou tão lindinho Carla! Deu água na boca! Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vivian,

      Ele é muito simples, não leva quase nada de ingredientes e é muito versátil. Uso para tantas outras receitas. Um luxo!

      Beijos!

      Excluir
  3. Seu pão está lindo, é uma delícia sentir o cheirinho de pão quentinho saindo do forno.
    Quando vejo um pão assim bonitão lembro de minha vó tirando do forno à lenha os pães que fazia para a semana inteira. Me lembro dela chamando meu vô para ajudá-la: Cezare! Cezare! Coisas que ficam nítidas na memória da gente.(paro por aqui se não eu choro)

    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lourdes,

      Eu tenho uma vontade de passar uns dias com você, só para ouvir as tuas estórias. Adoro quando você compartilha elas por aqui.

      Um beijão bem carinhoso.

      Excluir
  4. Carla, que belíssima casca tem esse pão. Não li o post ainda, fiquei animado demais e vim comentar logo. Depois eu volto. Vida longa ao CA! Vivaaaaaaaaaaaaa!

    ResponderExcluir
  5. Eu quero entrar em uma pseudo-dieta! Lindo o pão.

    ResponderExcluir
  6. Oi, Carla!
    Daria pra usar fermento seco? Pois é o único que tenho aqui, e não sei como seria a conversão.
    Obrigada.

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua visita e comentário no Cucina Artusiana.