maio 10, 2011

A ervas do Cucina Artusiana

Eu moro em apartamento mas, mesmo assim, dei um jeito de ter minha hortinha em casa. Fui em uma loja daquelas que tem tudo para casa e jardim e comprei uma floreira bem prática: 4 vasos e uma base para que eu possa carregar a "plantação" para onde quiser. 

Aqui a área de serviço é super iluminada e é ideal para as ervas. Coloquei todas sobre uma mesa e às vezes passo longos minutos trocando a terra, tirando umas ervas daninhas, transplantando mudas novas. Até me sinto uma agricultora. Uma agricultora inexperiente, é verdade. Logo que inventei de ter a hortinha decidi plantar sementes. Em 2 dias as bichinhas começaram a crescer, crescer, crescer. Fiquei tri emocionada, me achando "A" mão boa para plantar. Depois descobri que todas as 1.500 mudinhas que nasceram (sim, porque só o que nasceu de salsinha daria para suprir um restaurante por meses!) eu deveria passar para um outro vasinho individual, plantando cada uma em um buraco de não sei quantos centímetros...Imaginei minha casa tomada por minúsculos vasinhos de ervas e resolvi buscas mudas já grandes.

A partir daí, só foi! Dos quatro vasinhos iniciais já tenho mais três ocupando a mesa.

O alecrim e o manjericão são os mais antigos, estão aqui há meses. Aliás, o manjericão está disputando espaço com o varal. Cada vez que vou estender uma roupa é um mix de cheiro de amaciante e de ervas, pois até chegar aos arames devo carinhosamente afastar as folhas dele que cresce muito e que não sei aonde vai parar. 

A cebolinha e a manjerona ganhei do meu pai semana passada. Eu tinha estas antes, mas coloquei água demais e as raízes apodreceram. Agora já aprendi.  O mesmo aconteceu com a sálvia. Então, pedi para meu pai plantar dois vasos para mim. Manjerona é inço na casa deles. Quem quiser, é só pedir.

(Parêntese: Inço... Olha, que palavra bonita! É a primeira vez que escrevo, eu acho. Inço. Inço.)

Hoje, antes de chegar em casa, passei em uma pecuária-ferragem e comprei mudas novas de salsinha (por um íncrível real a dúzia de mudas!!!!), de alecrim e de sálvia.

Aproveitei o intervalo da tarde e fui mexer na terra. Coloquei terra preta em todos os vasos, tirei folhinhas amarelas, ervinhas, podei o manjericão, molhei cautelosamente todas elas. E olhem o resultado:












Ah, e essa abóbora aí de cantinho???? Não, ela não é da minha horta...

6 comentários:

  1. Parabéns, Carla!!!
    Linda hortinha...e as fotos estão show! Tenho uma dica pra ti: Para crescerem lindíssimas, FALE COM ELAS! Acaricie-as! Isso mesmo...elogie-as! Tu vais ver o resultado! Dá sempre certo!
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  2. Oi Carla, mais uma vez estou aqui. Adorei a sua hortinha, estamos com o projeto de fazer uma aqui em casa, mas foi ficando de lado e agora que ganhei muda de limão siciliano resolvi colocar em pratica, assim que estiver pronta te mando foto, quero colocar todas essas belezinhas que vc tem aí aqui também. Bjs

    ResponderExcluir
  3. Bellissima idea, cara! Bacione!

    ResponderExcluir
  4. Linda, linda a sua horta. Vou aproveitar minhas férias e começar a minha, que há anos quero fazer. Tenho um sério vício com salsinhas frescas e preciso delas ao vivo, ali ao lado da cozinha. Acho que serei mais feliz assim.
    Bjs

    ResponderExcluir
  5. Linda horta! Assim que publicar as fotos eu te falo tá? Obrigada mais uma vez por participar.
    Beijocas

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua visita e comentário no Cucina Artusiana.